5 cuidados com a saúde bucal que influenciam em nosso corpo

Você, em algum momento da vida, já deve ter parado para analisar como cada parte do nosso corpo funciona. Temos um organismo que funciona como uma máquina perfeita para nos manter vivos todos os dias. 

Essa máquina que é nosso corpo trabalha alinhada, ou seja, os nossos órgãos e nossa mente atuam como uma rede onde cada um possui sua função, mas um depende do outro para sobreviver. 

Interessante, não é mesmo? Isso acontece, porque, além de cada função específica, os órgãos quando estão juntos realizam uma função ainda maior: os denominados sistemas. 

Por exemplo, o sistema respiratório é composto pela faringe, laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos e pulmões. Já o sistema cardiovascular, é feito pelo tecido sanguíneo, vasos sanguíneos e o coração. 

Existem mais outros 5 sistemas que compõem o corpo humano, mas o interessante a se pensar aqui é como manter a saúde em dia influencia em cada parte do nosso organismo.

É isso que acontece com a saúde bucal. É difícil imaginar como o cuidado com os nossos dentes podem influenciar diretamente em partes distintas de nosso corpo. Mas isso realmente acontece.

Quando deixamos a saúde bucal de lado, outras partes do organismo como o sistema cardiovascular, sistema pulmonar e o sistema reprodutor, sofrem as consequências. Entenda agora o porquê isso acontece e conheça as nossas 5 dicas de como melhorar os cuidados com a saúde bucal.

Problemas causados pela má higiene bucal

Além de doenças bucais, como a cárie, periodontite e as placas bacterianas, outros problemas em determinados partes do organismo podem ser potencializados pela falta de cuidado com a saúde bucal, como:

  • doenças pulmonares;
  • doenças cardíacas;
  • HPV e outros tipos de câncer;
  • Síndrome de Sjogrem;
  • partos prematuros;
  • lesões.

As doenças cardíacas e pulmonares acontecem quando as bactérias presentes na boca, formadas a partir da má higienização, se espalham pela corrente sanguínea e se difundem no sistema cardiovascular e pulmonar. Dentro desses sistemas, elas se alojam e reproduzem. 

No caso de pessoas com diabetes, este cenário pode ficar ainda pior, por ter maior propensão de complicações. As bactérias, também podem se alojar nas placas de gorduras que ficam nas artérias, potencializando a obstrução delas.

Lesões na gengiva também podem ser um sintoma de HPV, vírus do papiloma humano, uma doença sexualmente transmissível, mas que também pode ser encontrado na boca. Tais lesões podem ser difusoras do vírus pelo corpo e para outras pessoas. 

Pessoas que são diagnosticadas com gengivite ou, em casos mais avançados, periodontite, possuem maior tendência a desenvolver a Síndrome de Sjogrem. Tal síndrome é uma doença autoimune, isso significa que o organismo ataca as próprias células como uma forma de defesa. 

Com isso, ela destrói as glândulas produtoras de saliva o que pode ser potencializado pela periodontite, provocando uma constante sensação de boca seca. 

As gestantes possuem uma tendência maior a desenvolver gengivite durante a gravidez. Quando esse quadro é agravado pela periodontite, se a busca por um tratamento não ocorrer de forma rápida e eficaz, poderá causar um parto prematuro. 

Além disso, a periodontite em mulheres grávidas também são facilitadores para a pré-eclâmpsia, quadros de pressão alta na gravidez. 

Quando não se tem uma higienização correta da boca, a difusão das bactérias podem causar lesões profundas na região bucal e a reprodução de células malígnas causadores de tumores como câncer.

Depois de tudo isso, dá até medo de deixar a saúde bucal para depois, não é mesmo? Mas fique tranquilo! Os cuidados com a saúde bucal são essenciais, porém, são simples de se seguir. 

Caso você precise de uma ajuda para entender como funciona a rotina de cuidados com a boca, consulte um dentista de confiança ou procure pelo profissional em algum convênio dental que você conheça.

Por enquanto, atente-se para as nossas 5 dicas de como cuidar da sua boca de forma eficaz para você e todo seu corpo!

1) Tenha uma rotina de escovação 

Tudo em relação à saúde bucal pode ser resumida em uma palavra: hábito. Manter um hábito de cuidados já é eficiente contra os mais variados problemas tanto bucal quanto do resto do corpo. Por isso, é importantíssimo ter uma rotina de escovação. Escovar os dentes todos os dias, pelo menos 3 vezes, sempre após as refeições e antes dormir é essencial. Lembre-se que a escova precisa ter menos de 3 meses de uso e ter cerdas macias para não machucar a gengiva. 

2) Use fio dental regularmente

Além da escovação correta, o uso de fio dental também precisa ser considerado um hábito. Passar o fio dental entre os dentes precisa ser feito no mínimo 1 vez por dia, após a refeição principal. O fio dental consegue chegar em partes da boca que as cerdas da escova não alcança. Dessa forma, se consegue tirar melhor os resíduos de alimentos que ficam grudados. Isso ajuda a não potencializar a reprodução de bactérias na boca. 

3) Tenha uma alimentação saudável

A alimentação saudável é o caminho certo para conseguir uma boa qualidade de vida. Nosso organismo se beneficia das vitaminas e proteínas presentes nos alimentos e a nossa boca também. 

Alimentos ricos em cálcio, como leites e derivados, verduras e legumes, fortalecem os dentes e deixam a gengiva mais saudável. Alguns alimentos com grande concentração de vitamina C, também ajudam na prevenção da periodontite, por exemplo. 

Além disso, quando sua alimentação é a base de muito açúcar e carboidrato, a propensão de desenvolver doenças bucais, como a cárie por exemplo, é muito maior. Isso acontece porque as bactérias se alimentam de açúcar. 

4) Utilize cremes dentais e enxaguantes bucais

Use cremes dentais que tenha flúor em sua composição. O flúor, além de proteger o esmalte do dente evitando que desenvolva manchas, também auxilia na proteção contra bactérias que acoplam entre os dentes. O indicado é que cada creme dental tenha 1450 ppm (partes por milhão) de flúor para uma eficácia completa. 

Já os enxaguantes bucais são benéficos porque ajudam não só com o mau hálito, como também na produção de saliva e na atuação da limpeza em regiões mais profundas da boca. É recomendável pelo menos usar o enxaguante uma vez ao dia.

Porém, consulte um especialista para saber qual o melhor tipo de enxaguante bucal. Peça que seu convênio dentário faça esse intermédio entre o dentista e você. 

5) Frequente um dentista 

Por último, mas não menos importante, tenha o hábito de frequentar o dentista e não somente em casos de emergência. Os profissionais de odontologia recomendam a visita a um consultório odontológico, no mínimo, a cada 6 meses. 

É através da ida ao dentista que você poderá descobrir e tratar de problemas que, talvez, nem tenha sinalizado os primeiros sintomas. Quanto antes você descobrir e tratar, melhor as chances de cura. 

Para isso, procure um profissional que seja de confiança, ou que tenha referências na área. Consulte um convênio odontológico para encontrar o dentista certo para você. No consultório, você pode pedir a opção de fazer uma limpeza profunda nos dentes. 

O dentista, com ferramentas e produtos corretos, conseguirá higienizar corretamente sua boca. Verifique com seu plano odontológico os valores disponíveis para tal procedimento.

Saúde bucal sinônimo de qualidade de vida

Neste artigo, você pode conferir os principais cuidados que se deve ter com a boca e a importância de manter uma boa saúde bucal. Afinal, como tudo está ligado no nosso organismo, manter uma boca saudável também pode ser a garantia de uma qualidade de vida muito melhor!

Conteúdo produzido por Beatriz Estima, assessora e redatora da empresa Ideal Odonto

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são certificadas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 11 1111.

Faça sua pós em 90 dias, saiba mais:

    Related Posts