Estudo diz que poluição do ar pode causar danos à placenta durante gravidez

Um novo estudo, realizado por cientistas da Universidade de Hasselt, na Bélgica, detectou partículas de poluição normalmente emitidas por escapamentos de veículos e usinas a carvão em amostras de placenta, órgão que envolve o feto e o protege de substâncias danosas na corrente sanguínea da mãe.

O estudo, publicado na revista científica “Nature Communications”, sugere que as partículas de carbono negro são capazes de se deslocar dos pulmões até a placenta. Os pesquisadores utilizaram uma técnica inovadora de rastreamento e encontraram um tipo de partícula semelhante a uma fuligem escura em placentas doadas por 28 mães que haviam acabado de dar à luz.

O próximo passo é avaliar em qual quantidade essas partículas de poluição podem causar danos à criança. “Como os órgãos fetais estão em pleno desenvolvimento, pode haver, sim, riscos à saúde”, afirma Tim Nawrot, principal autor da pesquisa.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são certificadas pelo Ministério da Educação. A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 111 111.

Inscreva-se