ANS decide retirar teste rápido dos procedimentos obrigatórios dos planos de saúde

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) definiu nesta quinta-feira (16) que os planos de saúde não são obrigados a incluir o teste rápido (sorológico) no rol de procedimentos. Esse tipo de testagem é utilizado para detectar se uma pessoa desenvolveu anticorpos contra o novo coronavírus.

A definição, que segue posição do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias. A agência declarou que estudos e análises de diversas sociedades médicas e de medicina diagnóstica mostram controvérsias técnicas em relação aos resultados desse tipo de exame e a possibilidade de alto percentual de falso-negativo.

Uma audiência pública será realizada para debater o assunto, porém a data ainda não foi divulgada.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são certificadas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 11 1111.

Leia mais notícias e artigos

Está pronto para um upgrade
na sua carreira?

    Quero mais

    INFORMAÇÕES


    Preencha o formulário
    e em breve entraremos em contato.

    Pronto!
    Agora é só aguardar o nosso contato.

    Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências em visitas repetidas.
    Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o uso de TODOS os cookies. Para mais informações consulte nossa Política de Privacidade.