Comissão Nacional de Ética em Pesquisa suspende testes com hidroxicloroquina

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Um estudo da Prevent Senior, com o intuito de testar a eficácia da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19, foi suspenso pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) após o órgão verificar que os testes com pacientes foram iniciados antes de a empresa receber o aval para a realização da pesquisa, o que é expressamente proibido pelas normas do país. Os pesquisadores responsáveis foram chamados para uma audiência na tarde de segunda-feira (20) para prestar esclarecimentos sobre as suspeitas de irregularidade.

A pesquisa tinha como objetivo avaliar a eficácia e a segurança da hidroxicloroquina combinada ao antibiótico azitromicina para reduzir internações em pacientes com suspeita de coronavírus que tiveram sintomas leves de gripe. Os testes com enfermos foram realizados de 26 de março a 4 de abril, segundo divulgado pela própria Prevent Senior. Porém a pesquisa só foi submetida para apreciação do órgão regulador em 6 de abril, tendo o aval para realização no dia 14 do mesmo mês, como consta no sistema da Conep, que traz a lista de ensaios clínicos aprovados. A hidroxicloroquina tem como um de seus possíveis efeitos colaterais problemas cardíacos. A probabilidade de uma doença do coração ser agravada pelo uso do remédio não deve ser descartada.

Mais tarde, a empresa emitiu nova nota na qual afirma atuar “em conformidade com as boas práticas médicas” e se submeter “rigorosamente às normas estipuladas pelas autoridades de saúde”. A Prevent Senior ainda informou que “Os dados sobre pacientes contidos no documento não se referem à pesquisa autorizada pela comissão do Ministério da Saúde. Trata-se de números reais de atendimento, mas não vinculados ao protocolo clínico relativo ao número da Conep. Todos os esclarecimentos serão prestados à Conep e permitirão possíveis ajustes.” As informações foram publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são certificadas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 11 1111.

Leia mais notícias e artigos

Está pronto para um upgrade
na sua carreira?

    Quero mais

    INFORMAÇÕES


    Preencha o formulário
    e em breve entraremos em contato.

    Pronto!
    Agora é só aguardar o nosso contato.

    Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências em visitas repetidas.
    Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o uso de TODOS os cookies. Para mais informações consulte nossa Política de Privacidade.