Dexametasona se mostra eficaz na redução de mortes por Covid-19, segundo estudo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Um grupo de cientistas do Reino Unido afirma que pode ter encontrado um medicamento eficaz para reduzir a fatalidade em casos graves de Covid-19. Segundo os pesquisadores Universidade de Oxford a dexametasona (corticoide) seria o primeiro medicamento a reduzir as mortes por coronavírus.

O estudo é parte da iniciativa Recovery, que foi criada em março e promove ensaios clínicos randomizados e controlados em hospitais britânicos. A nova pesquisa teve os resultados divulgados nesta terça-feira (16), porém ainda não foi publicado em nenhuma revista científica, mas já traz discussões em todo o mundo.

Cerca de 2100 pessoas participaram do estudo com a dexametasona aplicada em doses moderadas. Outras 4300 pessoas receberam o tratamento padrão, sem o medicamento. De acordo com a pesquisa, os pacientes em estado grave apresentaram melhora considerável.

“Esses resultados preliminares do estudo Recovery são muito claros — a dexametasona reduz o risco de morte em pacientes com complicações respiratórias graves“, afirmou Martin Landray líder da pesquisa e professor de medicina e epidemiologia da Universidade de Oxford.

A Covid-19 é uma doença global. É fantástico que o primeiro tratamento demonstrado para reduzir a mortalidade esteja instantaneamente disponível em todo o mundo“, finaliza Martin.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são certificadas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 11 1111.

Leia mais notícias e artigos

Está pronto para um upgrade
na sua carreira?

    Quero mais

    INFORMAÇÕES


    Preencha o formulário
    e em breve entraremos em contato.

    Pronto!
    Agora é só aguardar o nosso contato.

    Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências em visitas repetidas.
    Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o uso de TODOS os cookies. Para mais informações consulte nossa Política de Privacidade.