Como o geriatra ajuda a melhorar a qualidade de vida do idoso

O envelhecimento é um processo progressivo e irreversível que acontece na vida de todo ser humano. E é devido a este processo que algumas capacidades fisiológicas sofrem alteração e redução, intensificando-se conforme o passar dos anos. 

Desta forma, as principais habilidades que são afetadas pelo envelhecimento humano podemos citar: a capacidade auditiva, visual e gustativa; a diminuição de peso e estatura; as alterações na pele; a restrição de tônus muscular; a diminuição da capacidade respiratória; os problemas renais e cardiovasculares; a diminuição da função pulmonar; o declínio de algumas funções cognitivas; dentre outras.

Por este motivo, o geriatra tem um papel essencial para a melhora da qualidade de vida do idoso, uma vez que este especialista tem como função a preservação e recuperação da autonomia funcional e independência desses indivíduos.

Atualmente, o aumento da expectativa de vida das pessoas faz com que o trabalho destes profissionais ganhe mais relevância, pois garante aos pacientes a possibilidade de um envelhecimento com saúde e bem-estar.

O médico geriatra está habilitado para gerenciar os cuidados da saúde deste paciente, considerando intervenções quando necessário e reconhecendo interações de medicamentos que podem causar prejuízos à qualidade de vida do idoso.

No entanto, o papel do geriatra vai além de cuidar da saúde de pacientes já fragilizados, ele também acompanha o envelhecimento de pessoas saudáveis, monitorando as alterações normais do processo de velhice, assim como doenças crônicas estáveis, focando na preservação da funcionalidade e envelhecimento com qualidade de vida.

Sendo assim, profissional de geriatria pode melhorar a vida dos pacientes idosos de diversas maneiras, sendo na preservação de sua saúde, propondo intervenções que possam se antecipar aos problemas comuns que afetam os idosos; na ambientação orientando o idoso para criar condições ambientais que melhorem sua qualidade de vida; na reabilitação, propondo intervenções após perdas que podem ser resgatáveis e nos cuidados paliativos no caso de doenças progressivas e irreversíveis que envolvam aspectos físicos, psíquicos e sociais, com objetivo de proporcionar o bem-estar do idoso até a sua morte.

Especialize-se na área

Conheça as opções de pós-graduação em Geriatria do FGMED. As especializações FGMED são reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor.

Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 111 111 ou (11) 97159-0071 (WhatsApp).

    Related Posts