Cresce o número de idosos com demência em todo o mundo

Cresce o número de idosos com demência em todo o mundo

22/01/2021

Comprometendo a memória, intelecto, comportamento e capacidade de realizar atividades usuais do cotidiano, a demência não é uma consequência inevitável do envelhecimento do paciente. Definida como uma síndrome – geralmente de natureza crônica ou progressiva -, a demência caracteriza-se pelo comprometimento da função cognitiva (ou seja, a capacidade de processar o pensamento) além do que poderia ser considerado uma consequência do envelhecimento normal.

No Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há mais de 29 milhões de pessoas acima dos 60 anos. Deste número que vem aumentando significativamente, quase 2 milhões de idosos são diagnosticados com demência, sendo cerca de 60% a 70% do tipo Alzheimer. O país está na lista entre os dez países com uma população com maior quantidade de idosos, de acordo com a Organização Mundial de Saúde e Organização das Nações Unidas (OMS-ONU).

Sintomas

  • Tendência para esquecer;
  • Perda de noção de tempo;
  • Deslocamento espacial, mesmo em lugares familiares;
  • Esquecimento de eventos recentes, bem como nomes de pessoas;
  • Sentem-se deslocados em sua própria casa;
  • Dificuldades para se comunicar;
  • Precisam de ajuda com a aparência e cuidados pessoais;
  • Repetem as mesmas perguntas;
  • Dificuldades para caminhar;
  • Alterações comportamentais que podem ser exacerbadas e levar à agressão.

Tratamento

Até o momento, não existe cura para a doença de Alzheimer. No entanto, o avanço da medicina, por meio de intervenções, vem permitindo que os pacientes tenham uma sobrevida e melhor qualidade de vida durante este processo de tratamento. Existem muitos novos tratamentos que estão sendo investigados e estão em vários estágios de ensaios clínicos, são eles:

  • Diagnosticar precocemente para permitir um tratamento precoce e ideal;
  • Otimizar a saúde física, cognição, atividade e bem-estar;
  • Identificar e tratar doenças físicas concomitantes;
  • Detectar e tratar sintomas comportamentais e psicológicos problemáticos;
  • Fornecer informações de longo prazo e apoio aos cuidadores.

O comprometimento da função cognitiva geralmente é acompanhado, e, às vezes, precedido por comprometimento do controle emocional, comportamento social ou motivação. Outros casos de demência também afetam a população idosas, tais como a demência vascular, demência com corpos de Lewy, demência na doença de Parkinson e demência frontotemporal.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 111 111.