Dia Mundial de Combate ao Câncer de Mama – 19 de outubro

Hoje, 19 de outubro, é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Mama. Recentemente, o Ministério da Saúde divulgou que o número de mamografias realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) caiu entre os meses de janeiro a julho deste ano, se comparado aos anos anteriores.

O número de mamografias realizadas até julho de 2020 foi de 1,1 milhão, contra 2,1 milhões nos mesmos períodos de 2018 e 2019. Segundo a pasta, a pandemia provocada pelo novo coronavírus foi a principal causa para a diminuição da procura por mamografias. As unidades de saúde mantiveram o atendimento e a oferta de tratamentos às pacientes, porém muitas mulheres resolveram postergar seus exames.

Campanha 2020

Durante o lançamento da Campanha Outubro Rosa de 2020, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que é evidente a diminuição dos atendimentos, não só de câncer, mas de todas as doenças. “Esse represamento de atendimentos e a nova ação que temos que fazer para dar vazão às demandas futuras chama-se segunda onda. Não é o repique da pandemia, é exatamente as doenças e tratamentos que foram interrompidos ou não foram começados. Esse é o desafio do SUS”, ressaltou Pazuello.

Com o slogan “Cuidado com as Mamas, Carinho com seu Corpo”, a ação da Campanha do Outubro Rosa de 2020 visa conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce desse tipo de câncer. No âmbito do SUS, o controle passa pelo diagnóstico precoce na Atenção Primária à Saúde e pelo rastreio mamográfico.

Atenção as recomendações médicas

A recomendação médica é que mulheres sem sintomas ou sinais de doença, com idade entre 50 a 69 anos, façam a mamografia a cada dois anos. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil terá em 2020 mais de 66,2 mil novos casos de câncer de mama, que podem evoluir para outros quadros. Dessa forma, a campanha pede que para que as mulheres fiquem atentas ao próprio corpo.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 11 1111.

Mês do Médico FGMED - 70% de desconto na matrícula

    Related Posts