Novo zika vírus já circula pelo Brasil e outra epidemia pode surgir, segundo estudo

Uma nova linhagem do vírus da zika acaba de ser descoberta e já está em circulação no Brasil, segundo os pesquisadores do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs) da Fiocruz Bahia. Com isso, uma nova possibilidade de reemergência da epidemia de arbovirose ganhou mais força. A descoberta foi publicada no início de junho no periódico International Journal of Infectious Diseases.

A introdução de uma nova linhagem no país foi identificada por uma ferramenta de monitoramento genético desenvolvida por pesquisadores vinculados ao Cidacs e ao Instituto Gonçalo Moniz (Fiocruz Bahia); Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC); Universidade Salvador (Unifacs) e a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP).  A ferramenta foi criada pelo grupo e analisa sequências disponíveis em banco de dados públicos e permite identificar as linhagens de zika presentes em bases de dados do National Center for Biotechnology Information (NCBI – Centro Nacional de Informação Biotecnológica, em tradução livre).

Um dos líderes do estudo, Artur Queiroz, explica o procedimento: “Pegamos esses dados e analisamos, selecionamos as sequências do brasil e mostramos a frequência desses tipos virais ano a ano. O principal achado é que vemos uma variação de subtipos e linhagens durante os anos, sendo que em 2019 há o aparecimento, mesmo que pequeno, de uma linhagem que até então não era descrita circulando no país”.

A grande revelação da pesquisa foi que os cientistas identificaram o zika vírus africano no país. “A linhagem da África foi isolada em duas regiões diferentes do Brasil: no Sul, vindo do Rio Grande do Sul, e no Sudeste, no Rio de Janeiro“, conforme é relatado na tese científica. Outros estudos genéticos continuarão a ser realizados, para evitar assim, um novo surto da doença no país com esse novo genótipo circulante.

Conheça as Pós-graduações FGMED

As pós-graduações do FGMED são certificadas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 11 1111.

Estude em casa com o FGMED

    Related Posts