Pesquisa identifica aumento nos casos de câncer de tireoide entre crianças e adolescentes

Um recente estudo revela o aumento nos casos de câncer de tireoide entre crianças e adolescentes com idades de 0 a 19 anos. Conduzida por cientistas da Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (IARC, na sigla em inglês), entidade da Organização Mundial da Saúde (OMS), a pesquisa analisou taxas de incidência da doença entre esse grupo em 49 países e territórios, verificando um aumento no número de ocorrências nas duas últimas décadas.

Para os pesquisadores, o acréscimo nos casos se deve ao super diagnóstico: quando há a realização de exames em pacientes sem sintomas ou fatores de risco. No caso do câncer de tireoide, o super diagnóstico ocorreu por meio da ampliação de exames de controle dessa glândula e pela introdução de novas formas de diagnóstico, incluindo a ultrassonografia da nuca e do pescoço.

Apesar de ampliar a detecção dos casos, os cientistas não recomendam a realização de exames em pessoas assintomáticas. Isso porque a maioria dos casos de câncer na tireoide eram benignos, sem avançar para um quadro letal, e o super diagnóstico pode acabar levando ao tratamento excessivo, cuidados médicos por toda a vida e efeitos negativos que podem prejudicar a qualidade de vida dos pacientes.

A investigação completa pode ser conferida na revista especializada The Lancet: Diabetes & Endocrinology.

Quer saber mais sobre o assunto?

Conheça as pós-graduações médicas em Endocrinologia e Metabologia e Endocrinologia Pediátrica do FGMED. Nos cursos, você irá aprofundar o conhecimento sobre a área, com fundamentos teóricos e práticos relacionados ao assunto. As especializações FGMED são reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). A formação de especialista será concedida após aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 111 111 ou (11) 97159-0071 (WhatsApp).

    Related Posts